terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Yôga

Hoje eu voltei a praticar uma das mais nobres filosofias da humanidade! Fechei os meus olhos, aquietei a minha mente e comecei a observar o meu ritmo respiratório! Respiração esta que se tornou, ritmada e consciente! No mesmo instante que uni as minhas mãos um estado de paz foi deflagrado, me senti com um imenso poder, poder este cultivado pelo silêncio sagrado! Como é bom poder retornar para a nossa verdadeira morada, nossos corpos e nossas mentes escondem a força das Galáxias! Somos seres de luz, mas muitas vezes apagamos o nosso brilho por conta desta matriz de ilusões, onde possuir e adquirir vale muito mais do que ser e estar! O presente momento é o mais sagrado dos nossos acontecimentos diários! Estar presente nesta sociedade é uma verdadeira dádiva! Vivemos alienados com acontecimentos futuros ou passados, estamos sempre preocupados com pequenos imprevistos diários! Hoje calculamos rotas, visualizamos os melhores caminhos e me perguntei hoje, aonde encontro a minha essência? A resposta veio da maneira mais simples e serena, no silenciar da mente é que encontramos todas as respostas, pois quando a mente se aquieta podemos perceber a melodia que emana de nossos corações!

Nenhum comentário:

Postar um comentário